top of page

O mel Marmeleiro do Piauí é produzido pelas abelhas a partir do néctar das flores do marmeleiro, uma espécie arbórea-arbustiva que floresce no início do período chuvoso no Nordeste. É uma planta de grande importância como fornecedora de néctar para as abelhas, especialmente na caatinga.

 

Curiosidade

Espécies desse gênero (nome científico Croton sonderianus Müll. Arg. - pertence à família Euphorbiaceae) são frequentemente utilizadas na medicina popular na forma de infusões, chás e emplastos para aliviar a dor (ABREU et al., 2001).

 

As folhas e cascas são usadas para o tratamento de distúrbios gastro intestinais, reumatismo e cefaléia (MATOS, 1999).

 

No estudo das folhas de C. sonderianus foi relatada, de acordo com Morais et at. (2006), a atividade larvicida contra Aedes aegypti devido à presença de a-pineno (10.49%), b-felandreno (18.21%) e trans- cariofileno (10.38%) compostos e, por Santos et al (2005), também foi demonstrada a atividade analgésica do óleo essencial.

 

O estudo do caule e raízes mostrou a presença de diterpenos do tipo clerodanos com propriedades antimicrobianas (McChesney; Clark; Silveira, 1991).
 

Fonte: 54º Congresso Brasileiro de Química
 https://www.abq.org.br/cbq/2014/trabalhos/7/6296-19450.html

-

 

O mel vai muito além de um alimento doce: ele é um superalimento multifuncional que possui uma composição complexa e é rico em inúmeras substâncias benéficas ao equilíbrio dos processos biológicos de nosso organismo e que não são encontradas em nenhum outro lugar na natureza, tudo isso graças à união da ação enzimática que só as abelhas conseguem ao produzir esse superalimento e às fontes florais visitadas pelas abelhas.

 

Diferente dos açúcares refinados, o mel é prontamente absorvido pelo nosso organismo, sendo uma fonte de energia saudável. Todos os nossos méis são 100% puros e crus, não passando por nenhum processo de ultrafiltragem e pasteurização.

 

O caminho que ele percorre é: dos favos para a centrífuga, passando pela decantadora e dos potinhos para a sua casa!

 

A cristalização do mel é um processo natural e pode variar em seu aspecto e tempo para ocorrer devido a fonte floral e outros processos físicos como a temperatura ambiente, por isso o ideal é sempre consumi-lo do jeito que ele está, preservando a sua integridade química e complexidade nutricional.

 

No entanto, se deseja torná-lo líquido novamente, siga as orientações:

 

Ferva a água, apague o fogo e coloque o pote de mel com a tampa fechada. Nunca coloque o pote de mel na água com o fogo aceso ou no microondas. Acima de 35ºo mel pode perder algumas propriedades. Caso necessário, repita o processo.

Marmeleiro do Piauí 500g

R$ 58,00Preço
    bottom of page